MOSTRA DE FILMES

Aqui você encontra a relação dos filmes que serão exibidos durante o MEMOCINE .  A curadoria da Mostra ficou por conta do jornalista e cineasta Airton Raes Fernandes.

DIA 2 DE ABRIL (quarta-feira)

Glauces –  30min
Direção: Joel Pizzini
Sinopse: Glauce era filha do rei. Glauce era rival de Medéia. Glauce é terra, navalham carne transe. Glauce era só. Glauce é rocha. Glauce era glauce ou Glauce é Glauce.

Entre rios e historias – 26 min
Direção: Alexandre Basso
Sinopse: Documentário sobre a memória oral do povo da Serra da Bodoquena. Um filme para você lembrar um pouco de você mesmo.

Um conto de solidão  – 12 min
Direção: Essi Rafael
Sinopse: Há muito tempo, viveu uma mulher no meio do mato, sozinha.

O domador de passarinhos e o resto da floresta -15 min
Direção: Candido Alberto da Fonseca
Sinopse: O artista plástico fala de sua trajetória da publicidade para as artes plásticas e mostra suas interpretações da natureza com seu estúdio transformado numa sala de projeção onde ele dialoga com a própria entrevista.

Nanquin – 18 min
Direção: Mauricio Copetti
Sinopse: Uma imersão onírica do mundo das formas.

O Florista  –18 min
Direção: Filipi Silveira
Sinopse: O mundo segundo “O Florista”, interpretado por Filipi Silveira, é como um jardim que possui belas flores e pragas que precisam ser eliminadas.

Uma Lei para Todas – 10 min
Direção: Ana Patrícia Nassar e Sidney Morais de Albuquerque
Sinopse: O filme retrata a dificuldade na aplicação da Lei Maria da Penha para as mulheres indígenas de Mato Grosso do Sul, frente à recusa do atendimento nas delegacias do Estado.

Labirinto – 10 min
Direção: Sonia Bacha
Sinopse: Este tempo não é meu e na cidade nasceu um bebê eletrônico, quase o “pinóquio” pós-moderno. Ele, toureia “máquinas desejantes”.  Com a memória diluída ainda há barbante no carretel. Nos corredores entre Portugal e Espanha, uma cidade brasileira recortada por redes de TV, vive a passagem para o século 21.

Tempooral18 min
Direção: Cadu Fluhr
Sinopse: Quando os espaços para aprender a morrer estão muito difíceis ao entendimento., quando o ser humano chega ao limite da compreensão . ficamos em meio a falta crônica de um processo socializador para a morte. , “Tempooral ‘ surge da angústia através de uma imersão sensorial no processo da perda, na dor do luto e suas fases , em uma linguagem onírica e poética.

A poeira – 14 min
Direção: Augusto Cesar Proença e Helio Augusto Godoy de Souza
Sinopse: O filme conta a história de um menino que perde seu pai vaqueiro do Pantanal em um acidente de cavalo. As lembranças da valentia do pai e da paisagem pantaneira ficam para sempre guardadas, inspirando coragem e bravura, sendo aguçada pela poeira dos “tropéis” das patas raspando a terra.

DIA 3 DE ABRIL (quinta-feira)

Concreto – 27 min
Direção: Eric Fossati e Leonardo Coutinho
Sinopse: O vídeo busca a integração sócio-cultural dos jovens Sul-mato-grossenses, que através da arquitetura urbana expressam sua arte de andar de skate em busca do perfeito e imperfeito, expondo diferentes pontos de vista.

No tempo dos meus avós – 15 min
Direção: Cyro Clemente
Sinopse: O filme narra as memórias do personagem principal, Pedro, um garoto sem preocupações e compromissos. Muitos anos após esse período ele faz um comparativo entre a infância e os problemas que enfrenta na vida adulta. O curta é marcado pelo contraste de sentimentos.

Do sul- Mato Grosso do Sul  – 18 min
Direção: Fábio Flecha
Sinopse: Um grupo de São Paulo liderado por Ceará (Cléber Dias) vem a Mato Grosso do Sul para uma negociação. Tudo vai bem até que eles começam a chamar MS de MT e são corrigidos por Jacaré (Espedito Di Montebranco), o chefe local. Apesar dos avisos, os paulistas resolvem debochar do problema e essa decisão não acaba bem. Inspirado no estilo BANG-BANG de cinema, Do Sul, valoriza o nome correto do estado de Mato Grosso do Sul.

Café Tale – 4 min
Direção: Helton Perez
Sinopse: Só mais meio litro de café

Subsolo da Mente – 6 min
Direção: Mariana Sena
Sinopse: O subsolo da mente se refere ao inconsciente e esse transita entre a realidade e o sonho. O tempo passa no mesmo instante que algo não sai do lugar ou de que algo volta sempre ao mesmo lugar assim, o espectador ora faz parte do mundo real, ora faz parte de um sonho. Imagens visuais possuidoras de uma profusão criativa de ordem e desordem caracterizando possíveis sentidos e significados.

Gargoile – 5 min
Direção: Thiago Moraes
Sinopse: Gárgulas são criaturas condenadas a ficarem presas a sua morada, defendendo e afastando inimigos. Uma experiência sensorial, uma brincadeira com a no tempo e no espaço.

Lados Dados – 12 min
Direção: Breno benetti
Sinopse: Com o fim do relacionamento, o diálogo entre casal se abre revelando segredos.

Red hookers – 18 min
Direção: Larissa Anzoategui
Sinopse: Karen (Monica Mattos), uma jovem ordeira e estudiosa, começa a perceber que há algo de terrivelmente errado com sua irmã Karina (Jacqueline Takara) ou, como é conhecida na noite, Cherry. Para descobrir o que se passa com ela e resgatá-la da misteriosa Lady Shub (Ju Calaf), Karen terá que remexer nos segredos do bordel Red Hookers. Nesse ambiente hostil, horror e depravação a aguardam.

Psicoses de um homem – 15 min
Direção: Wilyam Nicolay
Sinopse: Um jovem se recusa a fazer a barba, recebe uma maldição após jogar o aparelho de barbear fora e passa a ser atormentado pelo “gilete” em uma incrivel psicoses que chega ao ponto de nao se saber o que é real ou nāo.

Passagem – 15 min
Direção: Airton Raes e Fernando Cruz
Sinopse: O filme trata de uma menina que vem do interior para a Capital em busca de emprego e é aliciada para a prostituição.

Corixo: A mulher de branco – 15 min
Direção: Marcelo Moreira dos Santos
Sinopse: Um grupo de amigos se depara com a temida mulher de branco.

Chat – 10min
Direção: Cid Nogueira e Jean Lima
Sinopse: O filme é uma adaptação da crônica de Arnaldo Jabor, intrigante e com traços do expressionismo, o trabalho é um diálogo entre o amor, sexo e pitada de perseguição.

Super Herói  -15 min
Direção: Marcio Higo
Sinopse: Um motorista de ônibus ao fazer a última volta de sua linha traz consigo dois passageiros um tanto suspeitos e também a filha de um colega de profissão. Suas suspeitas se confirmam quando Victor um jovem problemático do bairro resolve lhe pedir carona, ele sabe que o motorista recebeu seu pagamento naquele dia. A menina é perseguida e capturada e o motorista é baleado. Quando tudo parece já estar perdido e a Fé já não existe mais, surge das sombras um misterioso defensor, que arriscando sua vida luta pelos que necessitam de ajuda e assim tenta também ajudar a si mesmo a reparar algo que deixou de fazer no passado.

DIA 4 DE ABRIL (sexta-feira)
A Sessão Especial David Cardoso tem curadoria de Caciano Lima e exibirá os filmes:

Sedução –  105 min
Direção: Fauzi Mansur
Sinopse: Sedução é um filme requintado, uma comédia nostálgica que viaja aos anos 1930, reunindo um grande elenco e satirizando a máfia, filme que rende o Prêmio de melhor filme e direção no Festival de Cinema de Guarujá, São Paulo, em 1974. Também rendeu o prêmio de Melhor Ator para Ney Latorraca nos festivais de: Coruja de Ouro, Air France e Festival do Guarujá.
Elenco: Sandra Brea, Ney Latorraca, David Cardoso, Dionísio Azevedo, Fregolente, Flora Geni, Francisco Negrão, Bentinho, Carlos Bucka, Edward Freund, Cavagnoli Neto, Heitor Gaiotti, Gilberto Sálvio.

Amadas e Violentadas
Direção: Jean Garrett
Sinopse: Amadas e Violentadas, retrata o drama de Leandro (David Cardoso), escritor de romances policiais bem sucedido, que na infância viu o pai assassinar a mãe e o amante, e depois suicidou-se. Tais cenas jamais se apagaram da mente do rapaz, que não consegue libertar-se de um sério complexo que o afasta sexualmente das mulheres e acaba por torná-lo um psicopata. Várias mulheres, que de uma forma ou de outra, conheceram Leandro foram assassinadas misteriosamente, o que acaba servindo-lhe de inspiração para seus romances policiais, enquanto a polícia, desorientada, procura o assassino.

Maria Fumaça, Chuva e Cinema
Direção: David Cardoso
Sinopse:  O filme retrata a infância de David Cardoso e sua paixão pelo cinema. Maria Fumaça, Chuva e Cinema tem como protagonistas dois dos filhos de David – David Cardoso Jr. e Tallyta, que dão vida aos pais de David na história. No papel principal, vivendo o próprio David, um garoto matogrossense, escolhidos entre centenas de garotos para fazer o protagonista.

Nos domínios de David
Direção: Kiko Mollica
Sinopse:  O filme Nos Domínios de David faz um retrato da vida e obra do ator, diretor e produtor David Cardoso. O documentário faz parte da série “Retratos Brasileiros”, produzido pelo Canal Brasil. O documentário foi gravado em São Paulo e em três cidades do Mato Grosso do Sul.  Foi produzido pela Km 70 em parceria com o Canal Brasil.

 


%d blogueiros gostam disto: